A “Paulicéia” continua cada vez mais “Desvairada”.


A cidade de São Paulo na década de vinte do século passado, já apresentava as contradições atuais. Florescera nessa época a construção dos prédios, a eletricidade, as imigrações e migrações se tornaram constantes e a massa urbana que aumentava muito.

Em, “Paulicéia Desvairada”, Mario de Andrade sintetizou o sentimento de perplexidade da época, a admiração pelas novidades tecnológicas (eletricidade, bondes, carros), a burguesia “odiosa”, os cortiços que se enchiam de gente, a dinâmica presente nas ruas e a rapidez das mudanças na paisagem da cidade.

Comerciante desmontando a barraca no final do expediente

Foto: Thaís de Paula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s